MỘT Apple manda nisto tudo! TSMC aumentou preços apenas 3%

Como Notesiámos há algumas semanas atrás, a atual crise de produção de chips obrigou a TSMC a aumentar o preço dos seus waffers em 20%. O que claro está, tem um forte Impacto em grandes empresas como a AMD, Qualcomm, NVIDIA, e claro, a Apple.

Không có entanto, parece que a Apple está a ter um tratamentovilegiado! Afinal de contas, o seu aumento parece ter ficado “apenas” nos 3%. Será que a nova geração de iPhones vai aumentar de preço, como foi Notesiado na semana passada, ou a Apple vai decidir “comer” o pequeno aumento? Infelizmente, essa é uma questão para a quality ainda não temos resposta.

MỘT Apple manda nisto tudo! TSMC aumentou preços apenas 3%

Portanto, tồn tại várias razões para ambas as empresas concordarem com os novos termos. Vamos bởi các phần?

1. MỘT Apple é một khách hàng maior da TSMC!

Por isso, com a promessa de muitas e boas encomendas a médio / longo prazo, một TSMC decidiu não aumentar tanto os preços. Para ter a noção, 20% das Collectitas da TSMC são dẫn xuất một encomendas da gigante responseável pelos iPhone, iPad và MacBook.

Não nos podemos também esquecer, que agora que a Apple está bổ sung đầu tư vào ARM. TSMC vai ser usada para a produção de componentes essenciais para a totalidade da gama de produtos da gigante Norte-Americana.

Aliás, só para o iPhone 13, beinge uma encomenda para 100 milhões de processadores A15 Bionic de 5nm.

2. A TSMC parece estar com alguns problemas no desenvolvimento das linhas de 3nm e 2nm!

Afinal, ao que tudo indica, TSMC vai ter de atrasar um pouco o início da produção em massa destas linhas. Que claro está, já estão contratadas pela Apple. Por isso, provavelmente como uma offsetação ao seu maior cliente, a gigante da produção de semiondutores decidiu fazer um desconto.

Entretanto, aos restantes client, aumentou os preços TSMC até a um máximo de 20%, consoante o processo envolvido.

Em suma, os 7nm aumentaram 10% (causando um Impacto muito sigativo na AMD, Sony e Microsoft), enquanto as outras linhas de produção menos avançadas chegam mesmo aos 15 e 20%.

Fonte